* DÁ FORMA A UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL *

Correr em grupo


Porque é tão importante correr por um Team ou com um Team?

Como já todos sabemos o espírito de grupo aumenta a motivação de cada um. Exemplo disso foi o sucedido este fim-de-semana quando, numa sexta-feira, somos surpreendidos com a fotografia de um dos membros do Team a apanhar o avião para ir correr.

Várias foram as apostas para onde ia o António correr, até que se fez luz! Só podia estar a caminho da Maratona de Copenhaga, para … isso só vão saber mais à frente :-).

Quando temos membros do Team em provas, a adrenalina e vontade de treinar aumenta a pique. E este fim-de-semana aconteceu isso mesmo.

Sábado começou com a reportagem fotográfica do último treino do António em Copenhaga! De seguida recebemos partilhas de lebres do grupo a fazerem um treino à beira rio, 12 kms a 5´07’’. Eu com uma despedida de solteira na agenda para o fim-de-semana, propus fazermos uma aula de PT na praia, tudo a ver com a noiva, uma desportista nata. Correu lindamente, a adesão foi de mais de 50% do grupo e o tempo não estar ótimo para a praia, foi excelente para a termos só para nós e fazermos um treino sem assistência.

Domingo, acordámos com a adrenalina do António a caminho da linha de partida e, enquanto decorreu a maratona de Copenhaga, vários membros do Team correram em treinos ou provas:

– 2 na Corrida D. Estefânia, de 10kms

– 1 no SwimRun Portugal, no Alqueva, 22,5kms de corrida

– 2 num treino de 15kms

– 4 num treino de 12kms

– 1 no treino da Corrida do Pulmão, da O2 Life Center, 8kms

– 1 no treino de 21kms

Chegada do treino de 8kms, ainda fui a tempo de ver o António chegar à meta, em direto, já sentada, a tomar o pequeno-almoço e a vibrar com aquela vitória tão merecida. Assim que o vimos no ângulo de visão do vídeo, ainda a uns bons metros da meta, vinha a correr, aos saltos, em zigue-zague e a bater nas mãos do público, por quem ia passando. A poucos metros da meta para de correr e passa-a a andar de braços abertos, em gesto de agradecimento.

Primeiras palavras do António partilhadas no grupo: “Estou muito feliz!”

Testemunho pós-maratona: “A propósito da minha viagem, foi concluída com êxito!! Estupidamente (porque todos sabemos que não ganhamos a vida a correr) Sevilla foi horrível. Uma desilusão sem palavras. Voltar a calçar os ténis e treinar ainda mais foi a minha vitória moral pessoal. Vim fazer um ajuste de contas! Depois de 1:24 na ½ de Madrid e muitos outros indicadores consegui contrariar as 1001 teorias do running com um tempo pior do que o ano passado (LOL). Mas isso não me importa nada. Estou em paz e espalhei muitas good vibes – talvez tenha espalhado demasiadas por isso fiquei tão cansado!!! Obrigada a todos pelo apoio e um grande abraço!!!”

Quem já fez uma prova com o António, sabe bem as good vibes que ele tão bem sabe passar enquanto corre. Eu já tive esse privilégio na meia maratona de Amesterdão, ao correr 21kms ao lado do Popas da Rua Sésamo, e de ter sido a loucura para os holandeses e uma diversão do principio ao fim para nós.

Este fim-de-semana, o Team It’s Up to You partilhou 191 kms de corrida, entre provas e treinos! Pode ficar a dúvida, se quando temos membros do Team em prova partilhamos mais treinos ou se corremos mesmo mais, mas vivemos bem com essa dúvida, somos felizes a correr e a espalhar good vibes.

Para quem já adicionou ao seu vocabulário running a palavra “ultra”, 191kms pode não ser nada de extraordinário, ainda por cima distribuídos por 12 corredores. Mas para nós que corremos para nos divertirmos e superarmo-nos individualmente, é mais do que bom! São “Good Vibes Only”!

It’s Up to You!

Raquel Fortes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code