* DÁ FORMA A UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL *

Share Your Healthy Mood _ 13º _ Cool Girl

VIII _ Filipa Pinto da Silva _ small

Hoje partilhamos o testemunho de uma designer gráfica que tem alguns cuidados com a alimentação e que se mantém atenta a questões ambientais, dando alguns exemplos de como a mudança de pequenas coisas na nossa rotina, podem influenciar de forma positiva o meio onde vivemos.

Não deixem de ler, no final do questionário, o parecer da nutricionista Joana Ávila que dá boas dicas de lanches, apresentando alternativas ao consumo de pão, só aconselhável ao pequeno-almoço.

Idade: 37

Profissão: Designer gráfica

1 – Num dia de semana, sem muito tempo, o que costumas tomar ao pequeno-almoço?

Chá preto, uma baguete de sementes com queijo ricota e doce de abóbora (80% abóbora).

Ao fim de semana junto um ovo quente e/ou panquecas.

2 – Qual a refeição do dia que dás mais importância e porquê?

A mais negligenciada será talvez o lanche, mas quando tomo, normalmente é de novo chá e torradas com manteiga ou ricota e doce.

3 – Costumas beber alguma coisa às refeições? E durante o dia?

Água do cano sempre. Água do cano em Lisboa é boa, quase de graça e ao contrário da água engarrafada, não contribuiu para a poluição com toneladas de plástico. Ocasionalmente, sumo de laranja natural, chá frio ou vinho.

Durante o resto do dia quase não bebo água. No entanto nos últimos tempos, faço um esforço para beber um copo de água quando me levanto de manhã.

4 – Qual o alimento que não passas muito tempo sem comer?

Pão, não passo sem pão. Tento comprar pão tradicional. Se o rótulo tem mais de 3 ingredientes (farinha, água e sal), não é pão. Também chá preto, frutos secos e verduras. Fruta é o alimento menos presente.

De uma maneira geral planeio semanalmente 2/3 jantares vegetarianos, 2 de carne e 2 de peixe.

5- E qual a “relação” que tens com os legumes? Fazem parte do teu dia-a-dia?

É uma relação de muito amor. Sim, sempre.

6 – Fazes exercício físico? Quantas vezes por semana? E qual/quais?

Não. Esporadicamente faço yoga e tento caminhar sempre que me é possível não usar o carro.

7 – Quando estás num pico de stress, pensas, agora punha tudo de lado e ia … (fazer o quê)?

À procura do sol. No verão, iria dar um mergulho à praia. No inverno, iria recarregar a minha dose de vitamina D e iodo com caminhada na praia ou junto à costa. Beber umas minis com amigos também é uma forte possibilidade.

Parecer da Nutricionista Joana Ávila:

Olá Filipa!

Depois de ler atentamente as suas respostas, desde já lhe escrevo com satisfação porque pude comprovar que não só se preocupa com a sua alimentação como procura introduzir alimentos essenciais pelo seu excelente perfil nutricional, chá preto – antioxidante e acelerador do metabolismo, frutos secos – antioxidantes, gordura e proteína da melhor, queijo ricota igual ao nosso requeijão, sem dúvida a melhor escolha entre os produtos lácteos já que o seu teor em lactose é reduzido e o teor em proteína é elevado.

Deixo-lhe um conselho a respeito da refeição que diz “negligenciar”, o lanche. Já que não passa sem comer pão, este deverá ser consumido ao PA (pequeno-almoço) e uma vez por dia, dado ser um farináceo que lhe fornece energia que só perderá com a prática constante de exercício físico.

Como alternativa, escolha os frutos secos que gosta, 1 porção destes (equivalente a 1 chávena de café) mais 2 ou 3 fatias do queijo ricota com doce (de preferência sem adição de açúcar) e o “seu” chá preto. É um lanche igualmente nutritivo mas com um perfil nutricional mais saudável e facilmente utilizado pelo organismo. Faça um esforço para introduzir a fruta no seu dia-a-dia, contem açúcar natural – frutose, que quando consumida regularmente irá reduzir em simultâneo a vontade de comer açúcar.

Relativamente ao jantar, privilegie sempre o peixe (mais peixe do que carne). Se nas suas refeições vegetarianas incluir como fonte de proteína a soja, aconselho a reduzir o seu consumo. Infelizmente as várias formas de soja que encontramos no mercado são processadas e com diversos ingredientes no rótulo que nos são prejudiciais, salvo o tofú que deve ser passado por água bem quente antes de consumido. Nas mulheres, havendo um consumo de longa data e continuado poderá provocar alterações a nível hormonal. Uma excelente alternativa à soja, como fonte de proteína, apesar de ser de origem animal está entre os alimentos de excelência pela qualidade da sua proteína, é o Ovo.

Resta-me desejar-lhe continuação de uma Vida Boa e nutritiva J

It’s Up to You

Joana Ávila _ Nutricionista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code