* DÁ FORMA A UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL *

Um mês sem açúcar. E agora?

keep-calm-and-be-sugar-free

Muitas dúvidas e questões se levantaram sobre o que é suposto ou não cortar num desafio sugar free. A resposta é: It’s Up to You!

Se quer ser mais radical e cortar com tudo o que tenha açúcar indireto, “agarre-se” ao testemunho que partilho neste post, de uma pessoa que fez uma dieta seguida pelo nutricionista que tinha como objetivo fazer um corte radical.

Se a sua ideia é cortar apenas com o açúcar refinado e produtos processados que levam açúcar, siga as dicas da nutricionista Joana Ávila, descritas em seguida.

Objetivo menos radical: Eliminar apenas as fontes diretas de açúcar

Compensar a ausência do açúcar com criatividade tornando-se um hábito para a vida toda.
Porque o açúcar é mesmo um veneno que entra no organismo e descalcifica, desidrata, vicia, enfarta, acidifica, desequilibra, enfim…. é o “diabo” que nos fala ao ouvido e que só devemos atender nos dias de festa em que o diabo vira anjo.

Dicas:
Adoçantes naturais / alimentos com adoçantes naturais (substitutos = não têm sacarose):
– Canela
– Geleia de Agave
– Compota de fruta sem açúcar
– Fruta
– Fruta desidratada
– Stevia

Snacks:
– banana esmagada com canela em pó (pode ser comida ao natural ou congelada e consumida sob a forma de sorvete);
– Iogurte natural (magro) com canela em pó (se precisar adoçar um pouco mais, usa o adoçante Stevia ou geleia de agave);
– Iogurte natural (magro) com fruta batida (ex: morangos);
– Iogurte com gelatina (sem açúcar);
– “cheesecake”: no fundo dum copo de vidro coloca uns flocos de aveia tostados no forno (ou numa frigideira antiaderente), em seguida o iogurte natural (magro), depois uma camada de morangos (frescos ou congelados) batidos ou compota de de morango sem açúcar;
– Maçã ou pera cozidas ou assadas com pau de canela;
– Fruta desidratada (maçã verde, pera) vende-se em pacotes nas grandes superfícies marca Fruut;
– Mistura de frutos secos (noz, amêndoa, amendoim, caju) com goji ou ameixa seca ou alperces secos.

Notas:

– Cortar tudo o que tenha na sua composição açúcar, de todo o tipo, branco, amarelo, de cana, mel, compostas, doces, bolos, bolachas/ biscoitos, etc…)

– Bebidas alcoólicas: as licorosas estão proibidas (ex.: Vinho do Porto, porque têm adição de açúcar); cervejas, só as que não têm adição de açúcar (ex: Sagres). Vinho tinto (as much as you Wish J)

 

Objetivo Radical: Eliminar qualquer fonte de açúcar, direta ou indireta

Relato de uma experiência Zero Açúcar:

“No primeiro mês da minha dieta estive cerca de 35 dias sem ingerir qualquer tipo de açúcar. Nada de nada. Não podia comer fruta, nem hidratos de carbono, nem doces e chocolate. Só comia pão de espelta, carnes brancas, saladas e peixe. Nada de cenoura, abóbora, beterraba.
Foi muito duro, comecei a passar-me com a falta do chocolate (que sou viciada).
No mês seguinte mantive tudo igual com a exceção de uma barras da Sacialis e dois quadrados de chocolate preto pura vida para não enlouquecer.
A verdade é que hoje em dia consumo muito pouco açúcar. Habituei-me à dieta e adaptei-a à manutenção. Continuo sem comer fruta, só o abacaxi, e hidratos de carbono só mesmo o pão ao pequeno-almoço.”

Como podemos ver, um mês sem açúcar pode ser mais ou menos difícil consoante o objetivo a que nos propomos.

Estar atento e procurar escolhas inteligentes é o quanto basta para que o objetivo seja cumprido!

Go ahead!

It’s Up to You!

Raquel

 

 

[EN]

A MONTH WITHOUT SUGAR. NOW WHAT?

Many doubts and questions arose about what is supposed to or not to quit in a sugar free challenge. The answer is: It’s Up to You!

If you want to be more radical and cut with anything that has indirect sugar, “hold” to the testimony that I share in this post, of a person who made a diet followed by a nutritionist who aimed to make a radical break.

If your idea is to cut only refined sugar and processed products that have sugar in it, follow the tips from the nutritionist Joana Ávila, described below.

 Less radical goal: To eliminate only the direct sources of sugar.

Compensate the absence of sugar with creativity, becoming a habit for life.

Because sugar is really a poison that enters the body and decalcifies, dehydrates, vitiates, bloats the stomach, acidifies, unbalances, and so on… It is the “devil” that speaks to the ear and we should only attend to it on feast days, when the devil turns to angel.

Tips:

Natural sweeteners/foods with natural sweeteners (substitutes = don’t have sucrose):

– Cinnamon

– Agave

– Fruit jam with no sugar

– Fruit

– Dried fruit

– Stevia

Snacks:

– Mashed banana with cinnamon powder (can be eaten fresh or frozen and consumed in the form of ice cream);

– Natural yoghurt (low fat) with cinnamon (if you need to sweeten it a little more, use a stevia sweetener or agave);

– Natural yoghurt (low fat) with mashed fruit (eg. strawberries);

– “Cheesecake”: put some oat flakes roasted in the oven (or in a non-stick frying pan) in the bottom of a glass, followed by natural yoghurt (low fat), then a layer of mashed strawberries (fresh or frozen) or sugar free strawberry jam;

– A cooked or roasted apple/pear with a cinnamon stick;

– Dehydrated fruit (green apple, pear), it’s sold in packs at big supermarkets from the brand Fruut;

– Mix of dried fruits (nuts, almonds, peanuts, cashews) with goji or prunes or dried apricots.

Notes:

– Quit everything that has sugar in its composition, of all kinds, white, yellow, cane, honey, jams, sweets, cakes, cookies/biscuits, etc. …

– Alcoholic beverages: liquors are prohibited (ex.: Port Wine, because they have sugar added); beers, only those that have no added sugar (eg.: Sagres); red wine (as much as you wish).

 

Radical goal: To eliminate all sources of sugar, directly or indirectly.

Report of a Zero Sugar experience:

“In the first month of my diet, I was about 35 days without consuming any type of sugar. Nothing at all. I could not eat fruit or carbohydrates or sweets and chocolate. I just ate spelt bread, white meat, salads and fish. No carrots, squash, beets. It was really hard, I started freaking out about the lack of chocolate (I’m addicted).

The following month, I’ve kept everything the same, except for some Sacialis bars and two squares of Pura Vida’s dark chocolate to not go crazy.

The truth is, nowadays, I consume very little sugar. I got used to the diet and adapted to maintenance. I still do not eat fruit, only pineapple, and carbohydrates only in the bread for breakfast.”

As we can see, a month without sugar can be more or less difficult, depending on the goal we set ourselves.

Be attentive and look for smart choices it’s what it takes to achieve the goal!

Go ahead!

It’s Up to You!

Raquel

2 thoughts on “Um mês sem açúcar. E agora?”

  1. ahguy diz:

    Gosto! na minha opinião, acho que não é muito difícil adoptar o objetivo “menos radical”. E falo por mim que já cortei em muita coisa. Sempre que possível, é evitado ou substituído.

    1. Raquel Fortes diz:

      Para quem já tem uma alimentação saudável, basta resistir à tentação das excepções durante 30 dias :-)!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code